Editado pelo casal NascimentoPoa, este blog conta, sob uma ótica descompromissada, as histórias das viagens e passeios que o casal realizou, seja por excursões, de automóvel, motocicleta, ou, outro meio de transporte.

Todas as imagens e conteúdo deste blog está protegido pela Lei de Direitos Autorais.

TURISMO


Jaguarão e Rio Branco - Uruguay

Acordamos cedo para viajar os aproximados 400km de distância que separam Porto Alegre da cidade de Jaguarão, fronteira com a cidade uruguaia de Rio Branco. 
Conhecida por seus Dutys Free Shop, Rio Branco é destino de milhares de turistas gaúchos em busca de produtos importados à preços atrativos. O Dólar americano, no sábado, 30/07/11, era cotado entre R$ 1,59 e R$ 1,65, a moeda local, o peso uruguaio, era convertido por 11, ou seja, cada real valia onze pesos.
Como não planejamos com antecedência nossas viagens de final de semana, somente na manhã de sexta-feira, partimos em busca de hospedagem na cidade de Jaguarão. Após diversos telefonemas e com respostas de lotação esgotada, conseguimos uma única hospedagem em uma "intitulada" Pousada Rio Branco. O local é uma casa antiga dispondo de apenas dois dormitórios, banheiro coletivo, cozinha e sala. A diária, por pessoa, custou R$ 30,00.

Então, vamos atravessar a ponte internacional...







Passamos a tarde sábado, cada um com sua lista de compras, entre os Free shops lotados.
Marcia e nossa filha Tamires, se divertiram comprando novas roupas, acessórios e comésticos, tudo com ótimos preços. Marcia não perdeu a oportunidade da compra de espumantes. Desta vez, após a degustação, trocou a Freixenet carta nevada (U$ 8,90), pela também espanhola, e não menos saborosa, a cava "Cristalino Jaume Serra" ao preço de U$ 5,50 a garrafa.
Eu comprei dois vinhos chilenos, uma lata de litro + caneco, da cerveja alemã Bamberger kaiserdom (R$ 20,00) e dois Piscos Peruanos Bauzá ao preço de U$ 9,00.

A pausa para almoço se deu perto das 15:00 em um restaurante no centro dos Dutys Free.


  
Cerveja 3/4 Patrícia = R$ 5,50
Prato de Massa com frango = R$ 11,00
Ala minuta para duas pessoas  = R$ 41,00

Saímos das lojas quando estas fecharam as 19:00. Pousada, banho, uma prévia arrumação das compras e voltamos para Rio Branco para jantar.




Confira mais fotos na galeria e outras informações na página de gastronomia. 

______________________________________________________________________________



Morro da Borússia - Osório - Rio Grande do Sul
Ao pé da Serra do Mar (Serra Geral), com 350 metros de altura o Morro da Borússia no município de Osório, estado do Rio Grande do Sul - Brasil, proporciona a todos que o visitam, um passeio de lembranças inesquecíveis. 
Na Borússia, você não pode deixar de visitar o mirante que possibilita uma vista de boa parte das lagoas do litoral norte gaúcho e do Parque Eólico.




Visitado o Mirante, você pode continuar subindo pela estrada, hoje asfaltada, até a rampa de vôo livre. No domingo em que estivemos na Borússia, a temperatura era de aproximadamente 4°Celsius - isto é, muito frio. Não subimos até a rampa. Descemos e continuamos por mais 5 Km até a Capela de Santa Rita de Cásssia, simplesmente magnífica!
Após breve pesquisa, não consegui encontrar nenhum relato histórico desta impressionante capela. Também não encontrei registros sobre a região, só relatos e imagens de blogueiros, fotógrafos e em alguns sites de turismo. Portanto, não poderei indicar links que contam a história da região.






14:00 PM - após a parada de religiosidade, seguimos até a Cascata da Borússia, cerca de 8 KM percorridos por estrada de chão, não asfaltada, típicas do interior e localidades rurais.
O local é privado e o acesso as duas pequenas cascatas custam R$ 5,00 por pessoa. Já que estavamos alí, o jeito foi pagar e registrar algumas imagens.



No caminho de volta, agora cerca de 15:00 PM, nosso destino era o Restaurante e Bar Dodô, um local simplesmente surpreendente! Confira o porque na página Gastronomia.




22ª Festa do Peixe em Tramandaí - RS - Brasil

No sábado, tão logo que acordei, fui verificar o clima e a previsão do tempo. A previsão para o final de semana era, e foi, de muito frio, com pouca chuva, mas com uma umidade relativa do ar de 100%.


Decidimos ir para Tramandaí de automóvel e não mais de moto como era a idéia. Ir de motocicleta seria castigar demais nossos pobres esqueletos. De nossa saída no sábado pela manhã até a madrugada de domingo, uma fina garoa misturada ao vento, além de molhar, provocava uma sensação de muito frio.

Apesar do mal tempo, a viagem e os passeios foram divertídissimos. No sábado aproveitamos a Festa do Peixe e, no domingo, passeamos no Morro da Borússia em Osório - RS. 
Já havíamos definido que nos iríamos pela RS30 - que passa pela Cidade de Santo Antônio da Patrulha, localidade conhecida pelas famosas rapaduras, cachaças, e pelos saborosos e inigualáveis sonhos.

GALINHAS DE ANGOLA SOLTAS NA RS30


No caminho na RS030, já perto da cidade de Santo Anônio, avistamos uma placa indicando a "rota da rapadura" e outras placas de fábricas do produto. Foram 05 km de estrada de chão até a fábrica dos produtos "Da Colônia". Decepção ao chegar, a fábrica estava fechada. Apesar das bonitas paisagens aliviarem a perda de tempo, fica uma crítica ao departamento de marketing da fábrica, de informarem em suas placas, o seu horário de atendimento.


De volta para a RS030, o roteiro pedia, inegavelmente, comer o famoso sonho de Santo Antônio. Paramos na Casa do Sonho, localizada na zona central da cidade. A casa conta com um café e venda de produtos coloniais, tudo num ambiente extremamente acolhedor.






SONHO TRADICIONAL = R$ 4,90
SONHOS DIVERSOS RECHEIOS, INCLUSIVE SALGADOS ATÉ R$ 6,90
CHOCOLATE QUENTE = R$ 3,70

Feito o lanche, de volta a estrada, percorremos mais 17Km até a cidade Osório. Contornamos a cidade para acessar a estrada do Mar rumo a Tramandaí. No caminho, o Parque Eólico - energia limpa. As imagens são de imponência!

Lembramos que em nosso novo formato, você vai encontrar outras imagens na página Galeria.



Ao chegar em Tramandaí, fomos direto para a Colônia de Férias do Grêmio Geraldo Santana. Descarregamos as bagagens e aproveitem para vestir uma ceroula (cuecão) de lã por debaixo da calça. Muito Frio!


FESTA DO PEIXE

A entrada ao sábados e domingos custa 01 quilo de alimento, o que não é cobrado, tornando a ação voluntária.


Chegamos ao pavilhão de Gastronomia em um horário de completa tranquilidade. Também, só poucos almoçam as cinco da tarde!




Pedimos Tainha assada ao preço de R$ 22,00. Acompanha dois pães, alface e tomate.
Em um dos restaurantes, pedimos mais salada de maionese com batatas por R$ 8,00 + uma garrafa de vinho tinto JP por R$ 15,00 (único vinho vendido, pois a JP é patrocinadora do evento). Taça = R$ 4,00. Quentão R$ 5,00. Pratos com sequência de peixes e acompanhamentos entre R$ 35 e R$ 45,00.



Ainda bem que a bandinha é de graça. Brincadeira! Na noite ocorreram os shows de uma orquestra e das bandas gaúchas Acústicos e Valvulados e da Cachorro Grande.

PAVILHÃO SHOPPING DE FÁBRICAS E REVENDEDORAS

CAIXINHA DE 8 DOCES POR R$ 10,00

Os shows começaram com apresentação de uma orquestra sensacional. O grupo contava com um menino de não mais de 8 anos de idade.


Depois foi a vez do Acústicos e Valvulados


Mais chuva e a Cachorro Grande sobe ao palco.


Depois de curtir a festa desde a cinco da tarde até o final da Cachorro Grande, cerca de 01 hora da madrugada de domingo, fomos dormir satisfeitos e felizes com o nosso dia.
A Festa do Peixe vai até 16/07/11 trazendo muito peixe, doce e diversão.
Confira a propramação da festa no  

Aguardem outras imagens na página Galeria.

Mais, no próximo post, vamos contar nosso domingo com a visita ao Morro da Borussia, um local de paisagens deslumbrantes e boa gastronomia.

Mais Fotos...



Nenhum comentário:

Postar um comentário